Beleza como fonte de renda

Não basta apenas “tirar” as sobrancelhas. A mulher quer uma profissional que valorize o formato do rosto, promovendo o delinear das sobrancelhas, evitando os excessos e deixando-a harmoniosa com o restante da face. É por isso que a profissional de “design de sobrancelhas” está tão em alta. E, seguindo esse mercado que só cresce, a Prefeitura de Paragominas (PMP), por meio do Projeto de Trabalho Técnico Social (PTTS) da Secretaria de Assistência Social (SEMAS), promoveu este mês o curso de “design de sobrancelhas”, com duas turmas, de 20 mulheres cada.

Segundo a Secretária de Assistência Social, Tânia Cardoso, a promoção dos cursos de geração de emprego e renda segue a tendência do mercado e o que pode gerar mais renda para as mulheres, de forma prática e rápida. É por isso que a Secretaria vem investindo em cursos na área da beleza. “Este mês, promovemos duas turmas de design de sobrancelhas e mais duas, de manicure e pedicure. Entendemos que assim, a mulher tem mais possibilidades de melhorar a renda familiar, aliando com o tempo disponível”, afirma a Secretária.

A possibilidade de fazer seu próprio horário é um dos pontos positivos que atraem Kelly Silva Costa para os cursos de geração de renda promovidos pela Prefeitura de Paragominas. Kelly, que tem dois filhos, um deles ainda bebê, diz que é muito melhor trabalhar por conta própria porque assim, ela alia os cuidados com os filhos ao trabalho. “Os cursos promovidos pela Prefeitura são bons para nós porque nos possibilita de trabalhar em nosso horário livre. Já trabalhei com carteira assinada e hoje, prefiro trabalhar para mim”, afirma Kelly.

Manicure e Pedicure

A Prefeitura também ofertou curso de pedicure e manicure, durante o mês de dezembro. Foram duas turmas, totalizando 40 mulheres. Dona Socorro ficou toda feliz por ter feito parte de um dos grupos e agora festeja a nova profissão. Aliás, não tão nova assim. “Já trabalhava nesta área, mas faltava capacitação. Não sabia tirar cutículas direito e agora já sei”, fala toda contente. Socorro, que tem 42 anos, fala que nunca é tarde para aprender. Ela também já fez outros cursos pelo Projeto de Trabalho Técnico Social (PTTS) do Morada dos Ventos e diz ser grata pela oportunidade. “É ótimo poder aprender mais um ofício e assim, ter mais opção de renda pra minha família. E ainda mais em cursos bons e gratuitos. Isso nos ajuda muito”, afirma Socorro.

Indústria da Beleza

O Brasil continua seguindo como o terceiro maior mercado consumidor mundial de produtos de beleza, atrás apenas da China e dos Estados Unidos. A expectativa, dizem os especialistas, é de que o setor cresça com taxas cada vez maiores até pelo menos 2020. De acordo com um estudo realizado pelo SPC Brasil, em um cenário de crise, o brasileiro opta por cortar atividade de lazer em vez gastos com a beleza, este comportamento, favorece a “Indústria da Beleza” que voltou a crescer em 2016.