Famílias recebem mais uma parcela do Aluguel Social previsto em Lei Municipal

Na tarde desta terça-feira (4), mais uma parcela do aluguel social foi entregue às famílias vítimas da enchente ocorrida em Paragominas no mês de abril. Após a concessão para este benefício ter sido cedida pelo Estado durante três meses, uma lei municipal foi desenvolvida para que após este prazo a Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) continuasse promovendo este auxílio em prol dos atingidos.

“O objetivo é que esses que estão de aluguel social que são as famílias que estavam no abrigo possam dar continuidade no pagamento do aluguel. Durante três meses elas receberam o benefício eventual vindo do Estado para que elas pudessem sair dos abrigos, após isso, a partir da lei municipal ser sancionada, elas começaram a receber este benefício pelo município”, disse a secretária municipal Tania Cardoso.  

A entrega aconteceu dentro da Semas, que contou com a presença de diversos munícipes que estão recebendo o auxílio, como é o caso da dona Josenilda Santiago, que falou como o aluguel social será útil para o sustento de sua casa, “vai servir para eu pagar o meu aluguel, minha água, e minha energia por enquanto”, afirmou.

A Prefeitura, por meio da Semas, continua com os trabalhos para melhor desenvolver este esforço em ajudar às vítimas, onde é necessária uma documentação específica que comprove a situação de moradia atual do cidadão, como enfatiza Tania.

“Estamos trabalhando para que tenha um cartão do aluguel social, é necessário que as famílias apresentem os documentos pessoais pois existem critérios previsto pela lei, para que a gente possa estar comprovando este benefício, para o que ele está sendo utilizado. Um relatório também será feito para que seja atualizada a situação atual da família, e haja o acompanhamento”, declarou a secretária.

O Aluguel Social, previsto em lei municipal, surgiu após a preocupação de continuar no amparo das famílias, onde a Prefeitura entrou com o projeto para continuar prestando o auxílio necessário para os atingidos, até que a situação de moradia das famílias que perderam suas casas seja resolvida, o que está sendo muito eficaz para a população, como afirma a moradora Beatriz de Sousa, “vai ajudar no aluguel, a gente enfrenta muitas dificuldades, esse benefício chegou em boa hora”, disse.