Paragominas inova mais uma vez na qualidade da Merenda Escolar

Você já pensou em como é difícil manter uma alimentação saudável para as crianças no dia a dia? A anemia é apontada como um dos determinantes que prejudicam o desenvolvimento delas. Diante deste cenário, o público infantil merece especial atenção, devido ao alto requerimento de ferro, dificilmente atingido pela alimentação complementar. 

Pensando nisso, o Ministério da Saúde em parceria com o Ministério da Educação e o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, lançou a estratégia de fortificação da alimentação infantil com micronutrientes (vitaminas e minerais) - NutriSUS. A ação consiste na adição de um sachê contendo uma mistura de vitaminas e minerais em pó em uma das refeições oferecidas diariamente às crianças nas creches.  

O sachê entregue para as creches é composto de 15 micronutrientes e é facilmente administrado, devendo ser adicionado uma vez ao dia em uma das refeições oferecidas à criança. O suplemento não altera o sabor do alimento, o que evita rejeição, é de fácil absorção pelo organismo e não causa irritação gástrica. O consumo do sachê deve ser feito durante 60 dias e ter uma pausa entre três e quatro meses. O ciclo deverá se repetir até a criança completar três anos e onze meses. 

Em Paragominas, a escola escolhida pelo Governo Federal foi a Casulo do Uraim, que desde o ano passado já tem o acompanhamento da alimentação infantil. “Uma alimentação equilibrada traz maior concentração dos alunos em sala de aula, melhor apetite, alunos mais ativos e menos preguiçosos, melhor imunidade, minimizando inclusive o risco de infecções, combate a anemia ferropriva e crianças menos pálidas.” Explica Galbani Cardoso, responsável pelo departamento de alimentação escolar da Prefeitura de Paragominas. 

A seleção da escola na Colônia do Uraim foi feita com base no censo escolar do ano anterior e de acordo com a faixa etária, somente pode participar do projeto crianças com idade limite de 48 meses. As crianças também serão acompanhadas por nutricionistas e pela equipe de enfermagem onde são pesadas e medidas, além de receberem exames laboratoriais quando necessário.