Recadastramento imobiliário traz melhoria para Paragominas

Para aumentar investimentos e manter em funcionamento os serviços e programas públicos implementados, a Prefeitura de Paragominas decidiu atualizar seu cadastro imobiliário para trazer melhorias para ruas e bairros da cidade. 

“Há 10 anos a Prefeitura não atualiza o cadastro imobiliário, por isso a administração municipal necessita fazer novamente, pois o município cresceu muito nos últimos tempos. ” Explica Dilmar dos Santos que é Diretor de Tributos da Prefeitura de Paragominas. 

O recadastramento acontecerá nas áreas de expansão, nos bairros Cidade Jardim, Jardim América, Loteamento Flamboyant, Promissão III, Camboatã, Promissão IV e seus arredores. Este processo será o suporte básico para implementar um sistema de informações que inclua as características dos terrenos, das edificações, da área ocupada, o tipo e o padrão da construção e outras que estejam relacionadas à base físico-territorial, que servirá de referência para o lançamento de valores tributários. 

Além das características dos imóveis, o cadastro deverá conter também informações sobre o local em que se localiza o imóvel: localização da quadra em que estiver contido e identificação do setor fiscal, características da via ou logradouro público, como pavimentação, existência e frequência da coleta do lixo, uso e grau de aproveitamento do solo. 

Como acontecerá? 

A partir de hoje (06) as equipes já estão fazendo visitas nas áreas de expansão, em média duas pessoas irão medir o terreno e da área de construção da casa para confirmar se está tudo certo com o que consta no cadastro da prefeitura, eles irão confirmar também nome do proprietário, tipo da construção (alvenaria ou madeira), ver se a cobertura é laje ou telha, o piso, quantidade de banheiros, pintura, entre outros. 

“Neste mesmo processo acontecerá também o Cadastro Multifinalitário, voltado para questão social, onde faremos perguntas como quem é o chefe de família, quantas pessoas moram no imóvel, a renda, entre outros” conclui Dilmar Santos. 

Caso o morador se recuse a receber a equipe, ele receberá um comunicado por escrito explicando sobre a importância desse processo para o crescimento da cidade, onde aquela rua e aquele bairro pode receber mais investimentos através das informações que precisam ser colhidas. 

Um aviso muito importante: o recadastramento será feito por pessoas qualificadas que estarão visitando as residências para coletar dados sobre os imóveis e seus proprietários, estando devidamente trajados com uniforme e identificados com crachás.