Sanepar produz água de qualidade aos cidadãos Paragominenses

A Prefeitura de Paragominas, através da Agência de Saneamento de Paragominas (Sanepar), vem desenvolvendo um trabalho que é reconhecido pela excelência em relação a qualidade água fornecida aos munícipes. Buscando sempre a melhoria e aperfeiçoamento da produção de um bem essencial, a Sanepar segue todos os padrões exigidos por lei para se manter no topo como boa fornecedora de água.
A Organização Mundial da Saúde (OMS), juntamente com o Ministério da Saúde, determinam por lei e por portaria a obrigatoriedade no seguimento dos parâmetros de qualidade para que a água possa ser servida para a população sem oferecer riscos. Por isso, a Sanepar vem aperfeiçoamento o trabalho em Paragominas, atingindo até mesmo níveis satisfatórios para o bom abastecimento das casas.
O que muita gente não sabe, é que a água fornecida pela Sanepar possuí uma qualidade riquíssima, sem oferecer danos à saúde daqueles que a consomem, inclusive, podendo ser utilizada para todos os fins, servindo até mesmo para beber. “A água da Sanepar pode ser utilizada para absolutamente tudo, tendo até mesmo um ph de 8,5 mais elevado que o de outras águas fornecidas no mercado”, afirmou Herenildo Maciel, superintendente da Sanepar.
De acordo com Herenildo, existem diversos requisitos que são impostos para que a água seja de boa qualidade, questão de valores e teores que precisam ser seguidos no tratamento da matéria prima, já que a água proveniente de poços artesianos por exemplo vem com uma quantidade elevada de minerais, tais como manganês, ferro, alumínio, carbonato de cálcio, entre outros, que podem ocasionar malefícios para quem consome. “As pessoas enxergam apenas a água com a clarificação correta e acham que aquilo está bom, e não está. A água mineral por exemplo, que as pessoas compram, tem o ph de 4,5, inferior ao ph da água fornecida pela Sanepar”, afirmou Herenildo.
Passando por diversos níveis de tratamento, a água fornecida pela Sanepar é cuidadosamente estudada e analisada antes de sair dos sistemas de abastecimentos até as residências de Paragominas, essa é uma preocupação primordial, como enfatiza Herenildo, que afirma que existem fatores que devem ser levados em consideração para o consumo correto da água, “as vezes as pessoas reclamam que a água está com cheiro de cloro, com gosto de cloro, é necessário que a água seja clorada, onde aquela história de que a água tem que ser incolor, inodora, e insípida, é ultrapassada, porque a água pelos padrões mundiais de saúde e de qualidade, ela tem que ter sim o cheiro e um pouco do sabor do cloro, essa é a garantia que o cidadão tem de que aquela água está livre de patógenos, vírus, bactérias que possam fazer mal a sua saúde”.