Estamos em manutenção
Conclusão: 20 de Junho

Vamos deixar Paragominas sem mosquitos!

Você ainda acumula água em reservatórios? Caso tenha respondido sim a esta pergunta, vamos te orientar sobre os riscos que você, sua família e vizinhos correm com este simples ato. 

Com certeza você já ouviu falar do mosquito Aedes aegypti, certo? Ele vive dentro de casa, perto do homem e tem hábitos diurnos. O mosquito se alimenta de sangue humano, sobretudo ao amanhecer e ao entardecer, sua reprodução acontece em água limpa e parada, quando as fêmeas colocam ovos nestes locais. Normalmente estes são colocados e distribuídos por diversos criadouros, e adivinha? Eles podem se reproduzir aí, nesses reservatórios que você tem em sua casa. 

Por isso, mais uma vez, a Prefeitura de Paragominas, por meio da Secretaria de Saúde, promove um mutirão em combate ao mosquito Aedes aegypti que será realizado no dia 23 de março. E contará com a participação de várias unidades de saúde, Secretaria Municipal de Educação e toda população. 

Uma caminhada está marcada para sair às 8 horas do UESF (Unidade Estratégia Saúde da Família) do Jardim Atlântico, com orientação à população sobre prevenção e os sintomas da doença que o mosquito pode causar como; a dengue, Chikungunya, a febre amarela urbana e o Zika Vírus. A ação passará pelo bairro Laércio Cabeline e terá como ponto final o bairro Jardim Bela Vista. “Em parceria com a Secretaria de Urbanismo iremos recolher pneus, latas, tambores, enfim coisas que acumulam água, além de panfletagem e orientação. Para estimular as crianças levaremos também o Mosquito Mascote para ensinar como devem se prevenir das infestações”, explica Marcondes Mateus, coordenador de Vigilância, Saúde e Epidemiologia da Prefeitura de Paragominas. 

O município conta hoje com 44.968 imóveis cadastrados na base do Programa de Combate, este programa de prevenção trabalha com a atualização de cadastro e controle de áreas. Todo ano são realizados seis ciclos de visitas, que é quando os agentes vistoriam as casas em Paragominas, tanto na zona urbana como na zona rural. Mesmo que não encontrem nenhum foco, a cada 60 dias os agentes voltam a visitar os domicílios. “Em função de um trabalho como este, podemos afirmar que Paragominas tem números consideravelmente baixos de infestação predial, ou seja, baixo risco dentro do patamar brasileiro. Trabalhamos o ano todo, tanto no inverno como no verão.”, explica Antônio Cardoso, supervisor do Departamento de Endemias da Secretaria de Saúde de Paragominas. 

Hoje são no total 40 agentes e mais 08 supervisores que trabalham diretamente no combate ao mosquito, e ano passado foram notificados 04 casos de Chikungunya, 25 de Dengue e 05 de Zika Vírus, nenhum dos casos veio a óbito. 

Participe você também deste grande mutirão que acontecerá dia 23 de março (quinta-feira) a partir das 8 horas da manhã. Vamos conscientizar a família, amigos e vizinhos e deixar Paragominas longe desses mosquitos.