O Hospital Regional Público do Leste completa 03 anos

São 03 anos atendendo sem parar, e por isso, Paragominas tem muito a comemorar com o Hospital Regional Público do Leste (HRPL). 

Com serviços de assistência de média e alta complexidade o hospital já gerou mais de 7 mil internações, mais de 5 mil cirurgias e mais de 2.300 atendimentos a pacientes na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), que possui 20 leitos. 

Hoje conta com 70 leitos, dispõe de clínica médica e cirúrgica, nas especialidades de neurologia/neurocirurgia, traumatologia/ortopedia, cirurgia geral e suporte de anestesia, além de consultas ambulatoriais em cardiologia, clínica cirúrgica, clínica médica, neurologia/neurocirurgia, urologia, endocrinologia, ginecologia, mastologia e traumatologia/ortopedia. 

“O Hospital Regional tem dado um suporte extraordinário a população de Paragominas, pois ele soma com o que já temos em nossa rede de saúde. Assim o usuário do SUS tem uma saúde qualificada e regionalizada, diminuindo a distância para certos tipos de tratamento, onde antes precisávamos encaminhar para municípios vizinhos ou para a capital paraense”, explica o secretário municipal de saúde Flávio Garajau. 

O Hospital é estadual, e administrado pelo Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano, em parceria com a Secretaria Estadual de Saúde (Sespa), e já saiu na frente como o único hospital público do estado com reconhecimento na excelência de gestão, e até o final do ano deve obter a habilitação como Centro de Atendimento de Urgência e Emergência a pacientes com AVC (Acidente Vascular Cerebral). Tudo isso, graças a investimentos em estrutura hospitalar, capacitação dos profissionais e da disposição de medicação especifica para tratamento da doença. 

De acordo com o médico intensivista da UTI do HRPL, doutor Augusto Margon, com essa terapia consegue-se reverter o quadro de derrame, que muitas vezes causa óbito ou provoca sequelas irreversíveis, se o paciente chegar ao atendimento especializado em até quatro horas e meia a partir da suspeita do AVC, o que os especialistas chamam de “janela de tempo” necessária para promoção da terapia com trombolítico e reversão do quadro da doença, que é responsável por cerca de 100 mil óbitos por ano no Brasil, além de provocar elevadas taxas de incapacidade física. 

O compromisso do hospital está além do bem estar e da saúde pública e vai ao encontro de práticas de sustentabilidade e preservação do meio ambiente, com o “Relatório de Emissão de GEE (Gases do Efeito Estufa) ”, do Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano (INDSH), que administra hospitais públicos no Pará. Isso garantiu ao HRPL a conquista do Selo Ouro, 2015 e 2016, pela divulgação de relatórios anuais de emissão de gases de efeito estufa.  

Na área de educação, o diretor do hospital também comemora o alcance da meta de 4h/mês de treinamento para cada colaborador. Externamente, ao longo de 12 meses, foram realizadas capacitações para mais de 330 profissionais de saúde dos 23 municípios que compõem a área de abrangência do HRPL. 

“Agradecemos a parceria com o Governo do Estado, da Sespa, Prefeitura Municipal de Paragominas e demais localidades, além de nossos colaboradores pelo compromisso e empenho em sempre oferecer serviços de qualidade e humanizado. Todos nós estamos de parabéns, inclusive os usuários que são os principais beneficiados”, disse o gestor do HRPL Júlio Garcia.