Prefeitura e Sespa promovem capacitação para profissionais da nutrição de Paragominas

Pensando na capacitação dos profissionais da nutrição do nosso município, a Secretaria de Saúde Pública do Pará (Sespa), em parceria com a Prefeitura de Paragominas, trouxe até a nossa cidade uma capacitação voltada para a culinária saudável, com foco na prevenção do câncer.
“Nós viemos fazer a Oficina Culinária de Prevenção do Câncer com nutricionistas aqui do município de Paragominas. Estamos desde segunda-feira fazendo uma capacitação do programa bolsa família com os agentes comunitários de saúde, fizemos dois dias de capacitação e agora dois dias com nutricionistas nesta oficina”, afirmou a nutricionista da coordenação Estadual da Sespa, Debora Santa Brígida.
As aulas foram ministradas na Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) e contou com dois dias de capacitação, no primeiro dia só a teoria e contextualização do câncer no cenário nacional, e no segundo, os profissionais puderam aprender na prática algumas receitas saudáveis regionalizadas e de custo acessível, focada na prevenção de várias doenças inclusive do câncer. Outro diferencial da oficina é que os participantes puderam aprender a utilizar produtos da terra, em diferentes produções de pratos.
A oficina contou com 18 profissionais do município, entre eles GalbanÍ Cardoso, nutricionista da Prefeitura de Paragominas, que falou sobre a experiência de poder contar com mais esta aprendizagem, “É uma atualização do conhecimento, a prática pra gente é muito importante para poder a gente levar esse conhecimento na nossa profissão, toda a atualização é bem-vinda, principalmente pra gente que mora distante da capital”, disse.
O curso contou com diversas práticas para serem exploradas dentro do campo alimentício da cidade, e Galbaní afirma que vai utilizar as técnicas aprendidas diretamente na merenda escolar dos alunos do município, “Em cada área que a gente trabalha a gente vai multiplicar o conhecimento, eu vou multiplicar para as manipuladoras de alimentos das escolas”, destacou.