Sems promove mais uma campanha em prol de combater doenças virais 

O Brasil está enfrentando alguns casos de surto de sarampo, caxumba e rubéola, e por isso as unidades de saúde do país entraram em alerta para desenvolver uma campanha em prol da vacina tríplice viral, a fim de combater tais enfermidades. 

Em Paragominas, a Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Saúde (Sems), também vem desenvolvendo um trabalho de conscientização na população para que procure as unidades de saúde mais próximas.

 “É de suma importância para que a população venha até as unidades base de saúde buscar prevenção, tendo em vista que a vacina previne contra três tipos de doença, que são elas sarampo, caxumba e rubéola, onde hoje estamos enfrentando um novo surto para o sarampo devido a imigração de outras pessoas doentes de outros países adentrando o Brasil”, afirmou o coordenador de epidemiologia da Sems, Marcondes Mateus.

No Brasil o sarampo havia sido erradicado, chegando até a receber um selo da Organização Mundial de Saúde (OMS), porém, hoje alguns Estados, inclusive o Pará, está em alerta devido alguns casos já sendo diagnosticados e confirmados, por isso a necessidade de mais essa atenção voltada às doenças.

De acordo com Marcondes, a primeira dose do tríplice viral é feita aos 12 meses de idade, e uma outra dose com a Vacina Tetra Viral é administrada aos 13 meses que previne contra sarampo, caxumba, rubéola e varicela. Em seguida, de 10 a 19 anos, se faz uma nova dose dependendo da situação vacinal do indivíduo. “As pessoas a cima de 19 anos de idade que não tenham duas doses são necessárias tomar, pois se fazem obrigatórias duas doses da vacina para poder estar imunes contra esses três tipos de doença”, afirmou Marcondes.

Em Paragominas, as unidades de saúde da zona urbana e rural estão aptas para atender à população de segunda à sexta-feira, basta que o público leve um documento e carteira de vacinação para que seja analisado se já fez as duas doses e assim realizar o esquema vacinal ou completar.